Acesso empresa Cadastre grátis sua empresa

Como organizar uma mudança internacional?

Se você vai realizar uma mudança internacional e não sabe por onde começar, daremos algumas dicas para que você já comece a se organizar para todos os detalhes.

9 Fev 2018 Atualidades sobre mudança - Leitura: min.

mudança

Quando falamos em mudanças internacionais, uma palavra nos vêm à cabeça: burocracia. Apesar de tantos detalhes e cuidados a serem tomados, uma boa organização prévia nestas horas faz tudo ficar mais fácil.

A seguir daremos algumas dicas para você que quer realizar este processo com tranquilidade e sem se assustar com eventuais gastos e inconvenientes que não havia programado. Vamos abordar as principais etapas e procedimentos deste processo e também indicar quais são os pertences que você pode ou não levar em uma mudança internacional.

1) O que é permitido levar em uma mudança internacional?

  • Alimentos e bebidas

Em hipótese alguma você poderá levar alimentos ou bebidas em grande quantidade para outro país. Na verdade alguns países possuem regras bem rigorosas quanto a isto. Se você não quiser ter a sua bagagem retida e atraso em sua viagem, evite levar este tipo de coisa.

  • Animais

Muitas pessoas que mudam de localidade têm o desejo de levar consigo os seus bichinhos de estimação, como cachorros, gatos, entre outros. Você pode fazer isto perfeitamente. A única preocupação que você precisa ter é com a documentação do animal que precisa estar em dia, além de todas as vacinas exigidas.

Cada país possui uma lista de documentos necessários. Então o ideal é você consultar o que vai precisar para a sua localidade em específico. Providencie tudo antecipadamente para garantir que não precisará de algum documento que não tenha o tempo necessário para providenciar. Você poderá levar no máximo dois animais por vôo, mas é sempre bom confirmar antes com a companhia se o avião terá espaço para comportá-los no vôo que você deseja.

  • Veículos

Aqui temos duas situações: não é permitida a entrada de veículos no Brasil, mas é permitida a sua saída para outros países, salvo algumas exceções para pessoas com cargos específicos como diplomatas e embaixadores.

  • Equipamentos

Você pode levar seus equipamentos elétricos ou eletrônicos em uma mudança internacional. Porém não pode despachar itens em excesso, ou seja, tudo o que você for levar deve ser para uso próprio e não caracterizar comércio ilegal. Não faria sentido uma pessoa despachar 10 televisões para uma mudança internacional, mesmo que esta tenha esposa e filhos.

Confira também se a característica dos seus equipamentos são compatíveis com o funcionamento do local de destino. Se o equipamento que você precisa despachar for algum tipo de máquina, serra, ou mesmo ferramentas que usa para trabalhar, você terá que pedir para que a sua empresa escreva uma carta confirmando isto. Mesmo assim é melhor confirmar com a companhia que fará o transporte.

2) Arrumando a bagagem

A hora de separar os itens que vão ser despachados para outro país é bastante crítica e se não for feita com calma e antecedência pode virar uma verdadeira dor de cabeça. Mas por que este processo é tão importante? É ele que vai evitar que seus pertences sejam extraviados ou danificados, ou pior ainda parados pela fiscalização podendo atrasar sua viagem.

mudanca3.jpg

Para facilitar a sua vida e de quem vai conferir os seus itens nos aeroportos, utilize caixas de papelão padronizadas e principalmente identificadas. O ideal é que você separe os objetos que vai colocar dentro delas por ambiente e tipo de produto. Assim vai ficar mais fácil para você fazer a sua lista de pertences que será utilizada em caso de extravios e conferências.

Esta declaração de bens pode ser bem genérica, não precisa entrar no detalhe de cada item, mas deve indicar o que tem dentro de cada caixa. Por exemplo: caixa 01 roupas, caixa 02 utensílios de cozinha, caixa 03 livros, e assim por diante. Depois você vai precisar indicar um valor total para todos os pertences, caso alguma caixa seja perdida pela companhia. Não precisa ser o valor correto, mas sim uma estimativa aproximada.

Você deverá imprimir, assinar todas as folhas e reconhecer em cartório esta declaração de bens. Será um dos documentos que você vai precisar ter em mãos até o final de todo o processo, junto outros que explicaremos na sequência.

Não se preocupe com o máximo de caixas a fazer, pois não existe um limite. Existe a necessidade de estarem todas identificadas e estarem nesta lista.

3) Companhia para o transporte

Quando você for escolher a empresa para efetuar o transporte, seja ele aéreo ou marítimo, tenha uma coisa em mente: confirme sempre quais valores estão inclusos no serviço. Verifique também como será o serviço de frete.

Principalmente nos casos de transporte marítimo, muitas pessoas acham que já pagaram por todos os serviços necessários e descobrem que ao chegar no destino precisam pagar mais taxas para retirar seus pertences. Confirme se o prazo que a empresa deu para você desocupar o contêiner será possível ou se precisará de mais prazo. Lembre-se que se você não negociar este prazo de acordo com a sua necessidade, para cada dia de atraso na desocupação você terá que pagar uma multa. Evite este transtorno.

O mais aconselhável é que você explique tudo o que precisa e solicite um serviço com todas as taxas incluídas. Só assim você terá certeza do valor final e real que vai pagar e evitará surpresas desagradáveis. Peça estas confirmações por escrito e se possível em contrato.

4) Comprovante de residência

Se você está voltando para o Brasil, poderá ir ao consulado brasileiro no país onde reside e solicitar uma declaração de residência consularizada. Este documento indicará que você já residia no Brasil e vai agilizar a comprovação quando chegar no país.

Mas para que isto tenha validade, você precisa comprovar que tem uma residência vigente, pode ser por meio de alguma conta de água, luz, telefone, etc. Ou então apresentar uma declaração reconhecida em cartório, feita por algum parente que vai lhe receber como hóspede.

Tire um xerox autenticado de seu passaporte e não jogue fora o seu bilhete de passagem. Eles poderão ser requisitados pela aduana ou em qualquer outro momento.

5) Retirada da carga

Para retirar a sua carga no país de destino você vai precisar ter em mãos os documentos fornecidos ao despachar os pertences. Guarde-os muito bem pois eles são a garantia de que você vai poder recuperar seus objetos ou receber ressarcimento no caso de extravio ou algum acidente com a carga.

Nos casos de transporte marítimo você vai precisar consultar um agente aduaneiro, que vai lhe auxiliar tanto na desocupação do contêiner, na separação da carga, na conferência dos itens e liberação pela fiscalização. Para isto contrate um profissional competente e não pelo preço, pois um serviço mal feito não terá como ser desfeito.

Antes da retirada da carga você precisa confirmar se pagou todas as despesas portuárias e por isto é importante que a empresa contratada antes de iniciar a viagem lhe informe todos os gastos que você terá. O processo para liberar a carga é um pouco demorado e depende de cada país. Portanto, tenha paciência.

Após liberada a carga você poderá iniciar o último processo, que é o transporte rodoviário da carga até ao destino final. Contrate uma empresa especializada para não ter aborrecimentos.

Agora que você ficou por dentro de como é o processo para uma mudança internacional, consulte as empresas especializadas que podem lhe ajudar.

Fotos: Mudança.com

5 Curtir

Deixe seu comentário

INFORMAÇÃO BÁSICA SOBRE PROTEÇÃO DE DADOS
Responsável: Verticales Intercom, S.L.
Finalidades:
a) Envio de solicitação ao cliente anunciante.
b) Atividades de publicidade e prospecção comercial, por diferentes meios e canais de comunicação, de produtos e serviços próprios.
c) Atividades de publicidade e prospecção comercial, por diferentes meios e canais de comunicação, de produtos e serviços de terceiros de diferentes setores de atividade, podendo implicar repasse dos dados pessoais a esses terceiros.
d) Segmentação e elaboração de perfis para fins publicitários e para prospecção comercial.
e) Gestão dos serviços e aplicativos oferecidos pelo Site ao Usuário.
Legitimação: Consentimento do interessado.
Destinatários: Está previsto o repasse dos dados aos clientes anunciantes para atender suas solicitações de informação sobre os serviços anunciados.
Direitos: Tem o direito a acessar, retificar e eliminar os dados ou se opor ao tratamento dos mesmos ou a alguma das finalidades, bem como outros direitos, como se explica na informação adicional.
Informação adicional: É possível consultar a informação adicional e detalhada sobre Proteção de Dados em mudanca.com/proteccion_datos

Você não pode deixar de ler...